Projeto Pedagógico e Organização Curricular

O curso de Ciência da Computação tem como objetivo principal formar profissionais com graduação plena, habilitados a especificar, projetar, implantar e avaliar sistemas computacionais voltados para a solução de problemas de natureza diversificada.

A formação desse profissional envolve a aquisição de conhecimento em modelos computacionais teóricos e em metodologias e ferramentas atualizadas, bem como o desenvolvimento de habilidades cognitivas necessárias para a interação com profissionais de outras áreas, para o uso crítico de novas tecnologias e para a avaliação do impacto do resultado de seu trabalho na qualidade de vida.

Neste sentido, destacam-se como objetivos específicos:

  • Fornecer ao aluno o embasamento teórico necessário para: (a) construir e definir formalmente os conceitos fundamentais de computação; (b) desenvolver algoritmos, assim como provas, métodos e sistemas adequados à sua análise e avaliação; (c) resolver eficientemente problemas em ambientes computacionais;
  • Desenvolver capacidade de abstração para o tratamento de problemas complexos;

Para atender aos objetivos do curso, foram definidos como objetivos deste projeto pedagógico:

  • Incentivar as práticas de estudo independente, as atividades de pesquisa e a atualização permanente por parte dos discentes;
  • Apresentar uma matriz curricular com forte fundamentação teórica;
  • Permitir a incorporação ao currículo do aproveitamento de atividades extra-classe por meio do cumprimento de atividades complementares;
  • Garantir uma possibilidade de atualização permanente, cuja necessidade será evidenciada a partir de avaliações periódicas.

Leia o documento completo do Projeto Pedagógico do Curso de Ciência da Computação.

Organização Curricular

Estão atualmente vigentes no curso de Ciência da Computação duas matrizes curriculares:

Matriz curricular antiga (para alunos que ingressaram no curso até 2008).

  • Currículo Comum
  • Ênfase em Matemática Computacional
  • Ênfase em Otimização
  • Ênfase em Sistemas de Informação
  • Ênfase em Software Básico

Matriz curricular nova (para alunos que ingressaram no curso a partir de 2009).

Atividades Complementares

As atividades fim de uma universidade (ensino, pesquisa e extensão) devem ser integradas objetivando uma formação adequada do egresso. Essa integração deve ocorrer também em atividades extra-classe, permitindo ao estudante o aprofundamento da aprendizagem através de atividades onde a prática, investigação e descoberta sejam privilegiadas.

Assim, visando fornecer ao estudante a oportunidade de diversificar e enriquecer sua formação através da sua participação em tipos variados de atividades, o novo Projeto Pedagógico do curso de Ciência da Computação prevê a realização de atividades complementares, tais como iniciação científica, monitoria, participação em projetos de extensão, participação em congressos na área, etc.

As atividades complementares são parte no novo Projeto Pedagógico do curso de Ciência da Computação e incentivadas por meio da atribuição de créditos à carga horária cumprida pelo estudante nas suas realizações. Elas são curriculares e, por este motivo, constarão no histórico escolar do estudante. Contudo, devem ser realizadas fora dos programas das disciplinas previstas na matriz curricular do curso.

Este projeto pedagógico, amparado por resolução ainda a ser aprovada pelo Colegiado do Curso, estabelece as seguintes diretrizes para a realização de atividade complementar:

  • Quanto à obrigatoriedade: atividades complementares são obrigatórias para os alunos do Curso de Ciência da Computação que ingressaram na nova matriz curricular (alunos que ingressaram no curso a partir de 2009).
  • Quanto à caracterização da atividade complementar: poderão ser consideradas atividades complementares do curso de Ciência da Computação:
    • Monitoria em Disciplinas de Informática;
    • Trabalho de Apoio Técnico;
    • Suporte ao Departamento de Informática;
    • Trabalho em Projeto de Extensão;
    • Trabalho em Projeto de Iniciação Científica;
    • Trabalho em Projeto Multidisciplinar;
    • Participação em Grupo PET (Programa de Educação Tutorial) na área de Computação;
    • Realização de disciplinas eletivas;
    • Participação em eventos científicos;
    • Apresentação / publicação de trabalhos em eventos científicos;
    • Apoio a eventos científicos;
    • Participação em Empresa Júnior na área de Computação;
    • Estágio não obrigatório na área de Computação.
  • Quanto à atribuição de créditos: como quesito necessário à integralização do curso de Ciência da Computação, o aluno deverá cumprir um mínimo de 10 créditos de atividades complementares, o que corresponde a um mínimo de 300 horas de carga horária (de laboratório);
    • O aluno poderá computar até o valor máximo de 10 créditos por tipo de atividade complementar, com exceção dos tipos de atividades 2, 8, 9, 10 e 11, nos quais o aluno poderá computar até o valor máximo de 5 créditos por tipo;
    • As atividades 1 e 8 terão o número de créditos associado à unidade curricular no curso de origem;
    • As demais atividades terão o número de créditos atribuídos segundo a tabela abaixo.
Atividade Número de Créditos Carga Horária Mínima
Trabalho de Apoio Técnico 2 por semestre letivo 75h por semestre letivo
Suporte ao Departamento de Informática 5 por semestre letivo 255h por semestre letivo
Trabalho em Projeto de Extensão 5 por semestre letivo 255h por semestre letivo
Trabalho em Projeto de Iniciação Científica 5 por semestre letivo 255h por semestre letivo
Trabalho em Projeto Multidisciplinar 5 por semestre letivo 255h por semestre letivo
Participação em Grupo PET 5 por semestre letivo 255h por semestre letivo
Participação em eventos científicos 1 por evento 30h por evento
Apresentação / publicação de trabalhos em eventos científicos 1 por evento 30h por evento
Apoio a eventos científicos 1 por evento 75h por evento
Participação em Empresa Júnior 2 por evento 135h por evento
Estágio não obrigatório 5 por semestre letivo 255h por semestre letivo

Observações Importantes:

  • Atividades complementares realizadas antes do início do curso não terão atribuição de créditos;
  • Atividades profissionais em áreas afins realizadas pelos alunos no decorrer do curso podem ser consideradas atividades complementares, desde que previamente autorizadas pelo Colegiado do curso de Ciência da Computação, ficando a atribuição de créditos a cargo deste colegiado.

 

Anexo(s): 
Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910