DOCUMENTAÇÃO SEMÂNTICA NA ENGENHARIA DE REQUISITOS.

Nome: Bruno Nandolpho Machado
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 13/04/2012
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Ricardo de Almeida Falbo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Flávia Maria Santoro Examinador Externo
Monalessa Perini Barcellos Examinador Interno
Ricardo de Almeida Falbo Orientador

Resumo: Documentos vêm desempenhando um papel chave na difusão do conhecimento humano, sendo ainda utilizados na maioria das organizações como forma de armazenamento do conhecimento. Entretanto, a maioria do conhecimento armazenado em documentos eletrônicos está disponível apenas para ser interpretado por humanos e não por sistemas computacionais.
A comunidade de Web Semântica defende que, para que o conteúdo disponível na web esteja acessível para sistemas (ou agentes inteligentes), é necessário adicionar metadados baseados em ontologias de domínio ao conteúdo das páginas. Essa ideia aplica-se também no contexto de documentos gerados a partir de ferramentas desktop, como o Microsoft Word e o Open Office Writer, transformando esses documentos em documentos semânticos. Neste contexto, há algumas infraestruturas baseadas em ontologias de apoio à gerência de documentos semânticos, desenvolvidas para apoiar e facilitar o processo de adição de metadados nos documentos, além de permitir a extração, armazenamento e busca de conteúdo a partir de anotações semânticas. Dentre elas, há a Plataforma de Gerenciamento de Documentos Semânticos (PGDS) desenvolvida por Arantes (2010) no Núcleo de Estudos em Modelagem Conceitual e Ontologia (NEMO).
Esta dissertação tem por objetivo especializar a PGDS para apoiar a documentação semântica de requisitos, de modo a prover funcionalidades de apoio específicas para o domínio da Engenharia de Requisitos. Para tal, foi feita uma avaliação preliminar da aplicação da PGDS a esse domínio através de seu uso prático, o que permitiu identificar diversas oportunidades de melhoria. A partir das oportunidades levantadas, novas funcionalidades gerais foram adicionadas à PGDS, evoluindo-a, bem como foi idealizada uma especialização da PGDS para o domínio da Engenharia de Requisitos, com o objetivo de explorar os recursos providos por ela e criar funcionalidades específicas para apoiar os processos envolvidos e os problemas desse domínio, não se limitando apenas em manter a PGDS como uma plataforma de aplicação geral. Para tal, foi também desenvolvida uma extensão da Ontologia Requisitos usada em (ARANTES, 2010).

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910